Você está em: Notícias » Standard Bank financia pla...

Standard Bank financia plataforma flutuante de gás natural

Um investimento de aproximadamente 8 bilhões de dólares norte-americanos na construção da Plataforma Flutuante de Gás Natural Liquefeito (FLNG), em Palma, na província de Cabo Delegado, marca o primeiro passo de Moçambique como produtor e fornecedor regional e global de gás natural. O negócio de energia que é o primeiro desta natureza no país promete transformar as perspectivas de crescimento de Moçambique.

“Esta transação inicia um ciclo de investimento no sector de energia que levará Moçambique de volta ao crescimento, enquanto posiciona o país como um fornecedor global e importante de gás natural liquefeito”, considera Chuma Nwokocha, administrador delegado do Standard Bank.

O Standard Bank é o único banco nacional envolvido nesta operação que pode ajudar o país a retornar o ritmo acelerado de crescimento e, em conjunto com o Banco Industrial e Comercial da China (ICBC), que detém 20% das acções do Grupo, é o maior credor do projecto - reflectindo o poder da sua parceria para impulsionar o crescimento do país. O ICBC desempenha um papel crítico nesta transacção, actuando como o agente do Pathfinder Bank, K Sure, agente da tranche chinesa e um dos bancos da conta do financiamento. O Standard Bank actua como agente facilitador comercial, banco transaccional local e agente fiduciário do projecto.

“O nosso apoio ao financiamento do projecto Coral FLNG surge do nosso compromisso a longo prazo com Moçambique, de apoiar consistentemente o potencial do país como um futuro gigante de produção e exportação de gás natural offshore”, considera Chuma Nwokocha.

Além do grande trabalho consultivo actualmente em curso na África Oriental, o apoio do Standard Bank e do ICBC ao projecto Coral FLNG baseia-se num longo historial de empreendimentos de petróleo e gás em Moçambique, incluindo a Sasol, ROMPCO, ENH, CMG e CMH. O Standard Bank também é o autor do estudo macroeconómico de GNL referente a Moçambique, sobre a elaboração do Decreto Lei de 2014 relativamente à Bacia do Rovuma.

Esta importante transacção dá vida à visão e estratégia mais ampla do Standard Bank e do ICBC de desenvolver a África Oriental para se tornar no centro global de produção e fornecimento de energia - especialmente para o Leste Asiático.

O interesse global em Moçambique e o potencial da região como futuros fornecedores de energia são reflectidos pela ampla participação internacional no negócio. As agências de crédito de exportação, incluindo Coface (BPI), K Exim, K Sure, Sace e Sinosure, juntam-se a esta transacção liderando os gigantes da energia global ENI, Petrochina, GALP, ENH e Kogas.

O ICBC e o Standard Bank acreditam que este negócio é um sinal importante das perspectivas de crescimento a longo prazo de Moçambique, especialmente das implicações desse investimento para o futuro comércio e segurança energética da África Austral e Oriental.

“Esta transacção demonstra a visão do ICBC e do Standard Bank de impulsionar o crescimento de Moçambique e de todo continente africano ao atrair investimento estrangeiro directo para o sector promissor de produção e exportação de energia de Moçambique", referiu Chuma Nwokocha, administrador delegado do Standard Bank.

Eventos e Responsabilidade Social

Standard Bank Apoia VI Mozambique Mining Oil and Energy (MMEC)

O Standard Bank apoia a realização, de 24 a 26 de Abril, em Maputo, da sexta edição da conferência Mozambique Mining Oil and Energy (MMEC), que visa debater sobre as diversas oportunidades de investimento que o País oferece nos sectores de mineração, energia, e petróleo e gás.

Tecnologia em destaque no mês das mulheres

No âmbito das celebrações do mês da mulher, a Incubadora de Negócios do Standard Bank acolheu, recentemente, um evento orientado por e para mulheres ligadas às tecnologias de informação e comunicação (TICs).