Você está em: Notícias » Standard Bank no 5 Mozambiq...

Standard Bank no 5 Mozambique Gas Summit

Terá lugar, entre os dias 31 de Outubro e 2 de Novembro, na cidade de Maputo, a quinta edição do Mozambique Gas Summit, no qual será debatida a participação da mulher na indústria extractiva, bem como o conteúdo local, nos megaprojectos do sector.

O evento, que conta com o apoio do Standard Bank, vai juntar no mesmo espaço agentes económicos, tomadores de decisão nacionais e internacionais da área do gás, investidores locais, regionais e internacionais, para discutirem sobre as  oportunidades que Moçambique oferece neste sector.

Para além de expôr as suas capacidades e domínio sobre a área de petróleo e gás, através de um stand, o Standard Bank vai participar em dois painéis de debate, nomeadamente “The Role of Technology and Innovation to Develop National Content & PMEs in Mozambique” e “Financing Gas & LNG Projects in Mozambique Opportunities and Hurdles”.

De acordo com Alfredo Mucavela, director de Marketing e Comunicação do Standard Bank, esta conferência constitui uma mais-valia na atracção de investimentos para o País, assim como para que vários especialistas possam contribuir com as suas experiências e conhecimento no desbloqueio dos processos em curso na área do petróleo e gás, em Moçambique.

“Esta é uma oportunidade para que as Pequenas e Médias Empresas locais possam sentar-se à mesma mesa com as grandes multinacionais que operam no sector para se debruçarem sobre a maneira como elas podem fazer parte da cadeia de valor de exploração do gás natural”, indicou Alfredo Mucavela.

Por esta razão, conforme sublinhou, o Standard Bank apoia a realização desta conferência, devendo, para além da componente financeira, disponibilizar especialistas na área para partilharem conhecimento, através dos debates e ajudar na consolidação de ideias que podem levar o País a tirar o máximo proveito das oportunidades existentes.

Refira-se que o Standard Bank é o único banco nacional que participou no financiamento de aproximadamente 8 biliões de dólares norte-americanos para a construção da Plataforma Flutuante de Gás Natural Liquefeito (FLNG), na bacia do Rovuma, em Cabo Delgado, que pode ajudar o país a retornar o ritmo acelerado de crescimento.

Eventos e Responsabilidade Social

Artigo 10 da Lei n° 14/2013, de 12 de Agosto

Estudo delineia o potencial do GNL do Rovuma para transformar Moçambique

Com um potencial de 15.2 milhões de toneladas, por ano (MTPA), o projecto de Gás Natural Liquefeito (GNL), desenvolvido na bacia do Rovuma, na província de Cabo Delgado, vai atrair entre 27 e 32 biliões de dólares norte-americanos em investimento directo estrangeiro (IED), devendo rentabilizar 2.6 biliões de pés cúbicos de recursos de GNL ao largo, aumentar de 15 a 18 biliões de dólares o Produto Interno Bruto (PIB) de Moçambique, por ano, e transformar o País, a breve trecho, no quarto maior produtor de GNL do mundo.